20 de abril de 2011

Carnaval Ijexá Antonio Risério



Carnaval Ijexá

Antonio Risério

editora: Corrupio

ano: 1981

descrição: Antropologia, Bahia; Brochura, 156 pgs; Bom estado.

"Em Carnaval Ijexá, de Antonio Risério, vemos, por dentro, o desenvolvimento de um fenômeno de grande interesse humano e social: a emergência da consciência ""afro"" em meio aos jovens baianos descendentes de africanos e há tempos separados da Mãe África - um processo que jamais aconteceria no interior do candomblé, onde a africanidade semanifesta normalmente no culto aos orixás, voduns e inkicis. Examinando esta ""reafricanização"" da juventude da Bahia, Risério vai mostrar as influências que sobre ela exerceram os movimentos ""black"" dos Estados Unidos. De uma parte, descrevendo a ação catalisadora da chamada música ""soul"", que conquistou a juventude negra brasileira depois de ter incendiado a dos EUA, e o modo específico da reação baiana ao fenômeno, na passagem do ""black-soul"" ao ""afroijexá"". De outra parte, observando a repercussão que aqui tiveram o movimento ""black power"" estadunidense e a libertação das antigas colônias portuguesas na África. Além disso, Risério analisa a própria dinâmica interna da vida baiana e nota, ainda, que a ação de certos clubes carnavalescos de elite, não aceitando negros em seu meio, precipitou a reação africanizante."



Antonio Risério nasceu na Cidade da Bahia em 21 de novembro de 1953. É poeta, escritor e antropólogo. Fez política estudantil em 1968, mergulhou na viagem da contracultura, editou revistas de poesia experimental na década de 70 e escreveu para a imprensa brasileira. Teve suas parcerias poético-musicais gravadas por diversas estrelas da música popular brasileira, como Caetano Veloso. Integrou a equipe que coordenou a implantação da televisão educativa na Bahia, foi um dos criadores e diretores da Fundação Gregório de Mattos, concebeu e dirigiu o Centro da Referência Negromestiça (Cerne). São de sua autoria os argumentos e roteiros para a série O povo brasileiro, adaptação para a televisão da obra de Darcy Ribeiro.



Dentre os seus livros, destacam-se: Carnaval Ijexá - notas sobre os blocos e afoxés do novo carnaval afrobaiano, 1981; O poético e o político (em parceria com Gilberto Gil), 1988; Caymmi - uma utopia de lugar, 1993; Textos e tribos – poéticas extraocidentais nos trópicos brasileiros, 1993; Avant-garde na Bahia, 1996; Oriki Orixá, 1996; Ensaio sobre o texto poético em contexto digital, 1998; e A Via Vico e outros escritos, 2000. Tem poemas editados em antologias no Brasil e no exterior.

3 de abril de 2011

Àkogbádún Ayohomidire Oxum Ogum Yorubá Nagô Candomblé Ifá





Àkogbádún - Abc da Língua, Cultura e Civilização Iorubanas

Félix Ayohomidire.

editora: Ceao

ano: 2004

Livro em muito estado de conservação, estado de novo, brochura original.

Àkogbádún Ayohomidire Oxum Ogum Yorubá Nagô Candomblé Ifá

Estudos Africanos, Música Africana, Antropologia, Brochura, 30 x 21 cm, 313 pgs, Ilustrado ( P&B );

Excelente estado. Cultura Africana, Iorubá, Música Africana, Línguas; Brochura, 29 x 21cm, 313 pgs, Ilustrado ( P&B ).

Estudo sobre a Cultura Ioruba, proveniente da Nigéria e do Benin; A Edição teve Tiragem de 500 exemplares.

“a tão procurada etimologia do etinônimo ‘jeje’… só sobreviveu aqui no Brasil, onde se usa como uma referência para a tradição de Candomblé ewe-fon.”

"os fons foram os últimos a chegar ao espaço geográfico na área que constitui a região central da República de Benin. Além de incorporem a sua língua e cultura, agregaram muitos elementos significativos desenvolvidos pelos seus vizinhos.

Um exemplo disso é a presença de muitos voduns que são os paralelos de alguns orixás iorubás, voduns esses cujos nomes ainda refletem a sua origem iorubá. Por exemplo, o vodum Legba é o mesmo Exù Ẹlégbara; enquanto o Ṣàngó dos iorubanos virou Hevioso...



Temos um vasto acervo de livros sobre a bibliografia afro-brasileira.

Bantos Malês Identidade Negra Nei Lopes Candomblé Orixá Ifá

Autor: Nei Lopes

Título: Bantos, Malês e Identidade Negra

Editora: Forense universitária

Ano: 1988, Páginas: 202

Comentário: Livro em bom estado de conservação encadernado em brochura original.


Santos , Inquiçes e antepassados, Jagas, Balubas e outros Bantos, No cuanza e no Cuango, O saber e o Espírito entre os bantos, a fase songai, a fase mandiga, Ifé, Oyó e Benin, Gana, Mali, Songai e Kanem,

Esta obra de Nei Lopes, bastante conhecido entre nós por seus trabalhos sobre a resistencia cultural negra no brasil e na África, bem como por sua rica contribuição como compositor e cantor de nossa musica popular, representa um marco entre os estudos recentes sobre as relações entre história, etnicidade e formação cultural brasileira. Interpretação histórica das conexões entre islamismo e negritude...


Este livro reúne elementos históricos sobre a formação do Brasil em seu caráter étnico, identitário e cultural e mostra ao leitor as contribuições dos Bantos nesse processo. Além disso, Nei Lopes estabelece novos parâmetros sobre a relação entre islamismo e negritude. À guisa de seu envolvimento com a resistência cultural negra no Brasil e na África, apresenta ao leitor uma face da história ignorada por grande parte dos brasileiros.


Ignorados pelos estudos antropológicos sobre o Brasil, os Bantos encontram nessas páginas um tratamento merecido por terem contribuído positivamente para a cultura e para a formação identitária e étnica do Brasil. Este liv

ro figura como uma rica ferramenta para se pensar o País e seus diversos tons. A publicação permite, também, novos parâmetros de interpretação histórica das conexões entre islamismo e negritude.


Saiba mais.

Trabalhamos com um vasta acervo sobre o tema.

Temos condição de conseguir muitos outros títulos da área, diga-nos quais você precisa e lhe daremos a resposta.

Envio em até 24 horas após a confirmação de pagamento com confirmação via e-mail e número de postagem .

Temos um vasto acervo sobre a bibliografia temática afro-brasileira, religião dos orixás, candomblé, nagô, yorubá, jejê, angola, minas, bantu, capoeira, etc..., saiba mais, pergunte-nos.


CASO HAJA INTERESSE NESSE LIVRO, OUTRO, OU EM NOSSO SERVIÇO, ENVIE UM E-MAIL PARA

philolibrorum@yahoo.com.br que conversaremos sobre como conseguir.


Caso haja interesse em alguns dos nossos livros, ou em outro que não se encontre cadastrados ainda, pergunte-nos.


ESTA PÁGINA VISA CONTRIBUIR PARA A ELABORAÇÃO DA BIBLIOGRAFIA SOBRE A TEMÁTICA 'NEGRO', SOBRETUDO NO BRASIL. TRABALHAMOS COM O FORNECIMENTO DE LIVROS ESGOTADOS, RAROS, FORA DO COMÉRCIO, RECOLHIDOS E OUTROS SOBRE A TEMÁTICA AFRO BRASILEIRA, CASO QUEIRA É SÓ NOS CONTACTAR. ABRANGEMOS DIVERSAS ÁREAS DO CONHECIMENTO DESDE OS ORIXÁS ATÉ MILTON SANTOS O MAIOR INTELECTUAL NEGRO DO SÉCULO XX.





PHILOLIBRORUM-BIBLIOAFRO


cultura griot.